Sobre a Società Italiana di Santos

Quem somos

A Società Italiana di Santos foi fundada em 1897 para prestar assistência aos imigrantes italianos que chegavam ao Brasil pelo porto de Santos, e hoje é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo divulgar a língua e a cultura italianas. Nossa casa está sempre de portas abertas para reunir não apenas a comunidade italiana na Baixada Santista – cidadãos natos e ítalo-brasileiros – mas também simpatizantes e pessoas interessadas em ampliar os seus conhecimentos sobre a Itália, esse país que desperta paixão pela sua imensa riqueza histórica e cultural.

Nossa história

Fugindo da miséria e de uma Itália em crise, mais de 1 milhão 156 mil de imigrantes desembarcaram no Brasil entre 1820 e 1929, trazendo na bagagem muita coragem, esperança e o sonho de uma vida melhor. Mas a realidade com que se depararam aqui ao chegarem se mostrou muito mais difícil do que podiam imaginar.

Para prestar ajuda aos compatriotas recém-chegados a Santos, um grupo de italianos já estabelecidos na cidade decidiu criar a então Società de Beneficenza Italiana (SIC). A iniciativa partiu de um grupo coordenado por Paolo Santucci e formado por Silvério Maimone, Domingos Spinelli, Antonio Aulicino, Emilio Christiani, Carlos Usiglio e C. Fiorani, que conseguiram agregar mais uma centena de conterrâneos em torno do mesmo ideal. A data era 22 de agosto de 1897 e, para abrigar a sede da entidade, foi escolhida uma casa na antiga Rua do Rosário, 122 (hoje Rua João Pessoa), no centro de Santos. O primeiro presidente foi Silvério Maimone.

Mais tarde, a sede da Società foi transferida para um edifício mais espaçoso, na Rua Eduardo Ferreira, 79 (onde hoje funciona o Sindicato dos Estivadores de Santos), onde viveu uma época de esplendor, com muitos eventos culturais, bailes e festas típicas.

Lá funcionou também uma escola primária, onde estudaram várias personalidades santistas. Mas tudo mudou com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial. Ao declarar guerra à Itália, Japão e Alemanha, em 22 de agosto de 1942, o governo brasileiro ordenou o fechamento de todas as entidades ligadas a esses países, e o prédio da Società foi lacrado e ficou sob a guarda do Consulado da Suíça até o fim do conflito, a 8 de maio de 1945. Infelizmente, muitos dos arquivos e documentos antigos se perderam durante esse triste período. A escola primária também nunca mais voltou a funcionar.

Com o tempo, o perfil da Società foi se modernizando e deixando de lado o caráter assistencialista, passando a assumir uma função mais cultural e social. Essa tendência ficou ainda mais evidenciada ao fim da guerra, quando houve uma nova onda migratória de italianos para o Brasil, levando à necessidade de espaços mais amplos, para abrigar a crescente comunidade ítalo-santista. Foi então construída uma nova sede, na Av. Ana Costa, 311, onde a Società viveu anos de intensa movimentação social, sobretudo nos anos 60, época em que passou a se chamar Società Italiana di Santos.

Edifício Itália

Disputas internas entre as lideranças da colônia na época somaram-se à crescente “nacionalização” dos ítalo-descendentes, fazendo que, nos anos 70 e 80, muitos deixassem de frequentar a entidade, cujas instalações também já estavam obsoletas. Assim, pensando em criar novos rumos e adequar a Società aos mais modernos padrões e exigências da época, decidiu-se pela construção, no mesmo terreno, do Edifício Itália, de nove andares, três dos quais destinados à associação.

A inauguração aconteceu em 21 de agosto de 1993, com a presença do embaixador italiano no Brasil, Paolo Tariny, do cônsul-adjunto em São Paulo, Pierfrancesco Sacco, e do então cônsul em Santos, Claudio Capurso. A famosa estátua da loba com Rômulo e Remo, que decorava a fachada da sede anterior, foi preservada e mantida até hoje como símbolo da Società, logo na entrada do edifício.

Atualmente, a Società Italiana di Santos ocupa o primeiro andar do prédio, com um amplo salão social climatizado para 200 pessoas, e a cobertura, onde ficam as salas de aula, piscina, churrasqueira, cozinha, secretaria e área de convivência.

Estamos abertos de segunda a sexta-feira, das 14 às 22 horas, e aos sábados das 9 às 13 horas. Venha conhecer a nossa casa e participar dos nossos eventos!